Tipos de tratamentos na “Drenagem Linfática” – Pós cirurgia plástica.

Vamos agora falar sobre as principais técnicas utilizadas no tratamento pós-operatório da cirurgia plástica. Um capítulo mais técnico do nosso blog, mas tem a função de explicar que todas as técnicas são complementares e se somam. O uso de uma técnica isolada ou o tratamento somente com aparelhos reduz a eficiência e entrega um resultado mais pobre.
 
Principais técnicas utilizadas nos atendimentos:
 
1)Drenagem linfática manual (técnica terapêutica)
 
Diferente das massagens convencionais utilizadas em tratamentos estéticos a drenagem linfática terapêutica é uma “massagem” muito técnica,  realizada através de pressões suaves e movimentos lentos, precisos e cadenciados. As pressões feitas na pele direcionam os líquidos carregados de toxinas do corpo para as estruturas do sistema linfático (os linfonodos), onde serão absorvidos e depois eliminados através da urina.
 
 A Drenagem Linfática Manual atua, não apenas no local da massagem, mas em todo o sistema linfático, promovendo a redução do inchaço pós operatório, redução do desconforto e ainda promove uma desintoxicação com melhora também no sistema imunológico (defesa natural do corpo).
 
2)Terapia manual (pompagens, mobilização tecidual)
 
Utilização de recursos terapêuticos manuais para tratar áreas de aderência, fibrose e irregularidades. Indispensável para uma recuperação de qualidade. Exige muita percepção tátil do profissional, pois pode ser empregada desde o primeiro atendimento. Deve ser feita com cautela, pois a escolha inadequada da manobra, intensidade e frequência podem gerar efeito contrario do desejado.
 
 
3)LTF (Liberação Tecidual Funcional)
 
Baseada em conceitos da terapia manual e estudos científicos sobre uso de tensão mecânica manual em tecidos cicatriciais, a L.T.F. (Liberação Tecidual Funcional) tem como principal objetivo reorganizar as estruturas dos tecidos e devolver a flexibilidade e funcionalidade só local afetado.
 
A aplicação da técnica exige curso de capacitação especifica além de grande conhecimento, percepção e sensibilidade tátil do profissional. É um recurso muito eficiente no tratamento e prevenção de fibroses e aderências causadas principalmente pelas lipoaspirações e cirurgias plásticas e/ou reparadoras. O profissional realiza movimentos manuais contínuos, firmes e prolongados, mobilizando a região que necessita de tratamento. Isso gera uma tensão mecânica sobre o tecido em disfunção que em resposta, modifica sua estrutura.
 
 
4) Taping
 
     E uma técnica que utiliza bandagens terapêuticas adesivas modeladas em conformidade com as características individuais da pele e da formação corporal de cada paciente, produzindo seus efeitos por meio de mecanismos neurofisiológicos e biomecânicos.
 
Existem vários tipos de recortes das bandagens e diversas formas de aplicação, dependendo do objetivo pretendido. Essas bandagens devem ser aplicadas corretamente (tensão, tipo de corte e posicionamento adequados) para entregarem o resultado desejado e prevenir lesões de pele.
 
Utilizado após cirurgias plásticas estéticas e reparadoras, são muito úteis em reduzir o inchaço, a dor, acelerar a absorção de equimoses (roxos) e auxiliar na prevenção e tratamento de cicatrizes patológicas (aderidas, retraídas e hipertróficas). É um excelente recurso que permite prolongar o efeito da intervenção fisioterapêutica no pós operatório, já que após aplicação mantem seu efeito durante 3 a 4 dias.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Abrir Chat
Alguma dúvida? Te ajudamos!
Alguma dúvida? Te ajudamos!

Com apenas um clique fale com nossa equipe e facilite seu atendimento.